Menu

 


GEO é derrotado novamente e precisa vencer na última rodada

 


No último sábado, 01, em partida válida pelo Campeonato Paulista de Futebol – Série B, o Grêmio Osasco visitou o Guaçuano e foi derrotado por 2 a 0. Ainda assim, o time depende apenas dele mesmo para conquistar o direito de disputar a Série A3 no ano que vem. Para tanto, a equipe do técnico Toninho Moura necessita vencer o jogo do próximo domingo, no Rochdale, contra o já classificado Batatais, pela última rodada da terceira fase.

O primeiro tempo começou com o Grêmio Osasco tomando a iniciativa do ataque, porém sem criar chances claras de gol. Aos poucos, o time da casa foi equilibrando a partida, mas também sem conseguir levar perigo ao goleiro Igor. A primeira jogada perigosa aconteceu aos 18 minutos, quase sem querer. O ala Guarú, pela esquerda do ataque, cruzou a bola na área. Com o vento, ela fez uma curva incrível e cairia dentro do gol se Igor não estivesse esperto e a desviasse para escanteio.

Dois minutos depois, o Grêmio Osasco perdeu sua chance de abrir o placar. Dedé lançou Hugo Vieira em profundidade, obrigando o goleiro a sair da área com os pés. Mal despachada, a bola sobrou para Léo que da intermediária bateu para o gol. Mas o zagueiro Saulo conseguiu aliviar o perigo, quase em cima da linha.

Aos 27 minutos o Guaçuano chegou ao seu gol. Pelo lado direito, o ala Guilherme foi à linha de fundo e cruzou forte. Mineiro se antecipou a Luciano e tocou ligeiro para o gol. Festa da pequena torcida presente ao estádio Camachão.

Aos 37 minutos Dedé sofreu falta violenta de Saulo. Na cobrança, Luciano apareceu livre na área, mas errou o chute, facilitando a defesa do goleiro Jociel.

Na segunda etapa, o Grêmio Osasco voltou à campo mais agressivo e fez o goleiro Jociel trabalhar bastante. Logo aos dois minutos, Rodrigo lançou Dedé pela direita. O atacante penetrou na área e bateu cruzado, obrigando o goleiro a praticar grande defesa. Aos 6 minutos, o zagueiro Borges perdeu o pique da bola e Hugo Vieira apareceu para tocar por cobertura. Mas Jociel fez mais uma importante defesa.

Aos 13 minutos, em cobrança de escanteio, Wesley acertou de voleio, mas a bola passou raspando a trave esquerda adversária. Aos 17 minutos, depois de uma cobrança de falta, a bola sobrou para Léo encher o pé, de fora da área. Jociel voou e espalmou para escanteio. Aos 22 minutos, Hugo Santos (que havia entrado no lugar de Daniel) limpou o zagueiro e bateu forte, para nova defesa de Jociel.

Aos 25 minutos, Toninho Moura substituiu o zagueiro Luciano pelo atacante William Lima. Se por um lado o Grêmio Osasco se tornou mais ofensivo, por outro ficou mais exposto aos perigosos contra-ataques do Guaçuano. Aos 30 minutos, porém, Carlão foi expulso pelo árbitro Flávio Rodrigues Souza. O zagueiro osasquense trombou com Mineiro e saiu da área com a bola dominada. Como demorou para despachá-la, o atacante do Guaçuano foi para cima dele e os dois se enroscaram. O árbitro interpretou que Carlão agrediu o adversário com uma cotovelada (foi o que ele colocou na súmula da partida) e o mandou mais cedo para o chuveiro. Reclamação geral por parte dos jogadores e da comissão técnica, que não entenderam a marcação do árbitro.

Com um jogador a menos, o time osasquense não agüentou a pressão e tomou o segundo gol aos 36 minutos. Anderson recebeu a bola livre de marcação e, de fora da área, bateu no canto direito, sem chances de defesa para Igor.

Aos 44 minutos, mais uma baixa para o Grêmio Osasco. Renato subiu na disputa de bola com o meia Roberto e usou o cotovelo. Cartão Vermelho para o meia osasquense.

Na última jogada da partida, William Lima teve a chance de diminuir o placar. O atacante recebeu a bola dentro da área, cortou o zagueiro e, na cara do gol, chutou nas redes, pelo lado de fora.

No próximo domingo, 09, às 10 horas, o Grêmio Osasco apostará todas suas fichas no Rochdale, contra o Batatais. Uma vitória simples, colocará o time osasquense na Série A3 e o Batatais nas finais. Para conquistar o direito de disputar a final, o time osasquense precisará vencer por uma diferença de três gols. Tarefa das mais difíceis, mas não impossível.

NA ARQUIBANCADA

Pois bem, como as Torcidas NAÇÃO OSASQUENSE e Lobos de Osasco gostam de frisar, nunca o time vai andar sozinho. Os torcedores se fizeram presente na partida, viajando com uma kombi. Na arquibancada ostentataram uma faixa da NAÇÃO, uma faixa da Lobos e uma bandeira com as cores do GEO.

A torcida local procurou fazer pressão contra os torcedores visitantes, mas nada que não fosse contornado com a experiência de arquibancada que NAÇÃO e Lobos possuem. Os membros das duas Torcidas não se intimidaram em estar fora de casa e reverteram a situação, fazendo o público local respeitar os osasquenses - que possuem ATITUDE.

Vejam fotos das Torcidas no jogo

Guaçuano: Jociel, Guilherme, Borges, Saulo e Guarú. Maurão, Gilson (Robson), Roberto e Everton (Thiago). Willians (Anderson) e Mineiro. Técnico: João Batista.

Grêmio Osasco: Igor, Léo, Luciano (William Lima), Wesley, Carlão e Caio (Marquinho). Renato e Rodrigo. Dedé, Hugo Vieira e Daniel (Hugo Santos). Técnico: Toninho Moura.

Local e data: Estádio Alexandre Augusto Camacho, 01/11/08, às 19 horas.

Arbitro: Flávio Rodrigues Guerra . Assistentes: Luiz Quirino da Costa e Newton dos Reis Barreira. Quarto árbitro: Jenkins Barbosa dos Santos.

Gols: Mineiro (27’ 1T) e Anderson (36’ 2T).

Cartões Amarelos: Everton, Saulo, Borges (Guaçuano)

Cartões Vermelhos: Carlão e Renato (GEO).

  Luís Pires (Diretor de Comunicação - GE Osasco) e Ricardo Roqueiro (Diretor Geral - NAÇÃO OSASQUENSE)
© 2008 NAÇÃO OSASQUENSE Livre distribuição desde que a fonte seja citada