Menu

 


Empate polêmico marca estréia do GEO na Segunda Fase

 


Neste domingo, 27, o Grêmio Osasco começou sua participação na segunda fase do Campeonato Paulista de Futebol – Série B, enfrentando o Atlético Araçatuba, no Rochdale. O jogo terminou empatado em 1 a 1, mas a equipe osasquense poderia ter tido melhor sorte: depois de estar vencendo, permitiu o empate quando o adversário estava com um jogador a menos, depois da expulsão do centroavante Nando.

O jogo teve uma arbitragem confusa, com alguns lances duvidosos, que poderiam ter mudado o rumo da partida. O primeiro deles aconteceu aos 6 minutos de jogo. Pela esquerda do ataque, já dentro da área, Dedé foi pra cima do volante Thiago, que impediu sua passagem usando o braço. O juiz José Cláudio Rocha Filho nada assinalou. Aos 17 minutos, nova jogada duvidosa. Hugo Vieira recebeu um passe de Wesley, girou sobre o zagueiro e ao bater para o gol, foi puxado pela camisa dentro da área. O chute saiu fraco, de fácil defesa para o goleiro Gabas. O árbitro interpretou como vantagem e mandou a partida seguir.

Sempre no ataque, o Grêmio Osasco criou várias chances para abrir o placar no primeiro tempo. Aos 20 minutos, Hugo tocou para Dedé que bateu forte, por cima do gol. Aos 22 minutos, Marquinho cobrou por cima do gol falta sofrida por Hugo, na entrada da área. Aos 34 minutos, em grande jogada, a bola passou pelos pés de Hugo, Edinho e Dedé, até sobrar para Marquinho cruzar fraco. Aos 37 minutos foi a vez do chute de Ferraz arrancar tinta da trave, após bom passe de Hugo. Aos 40 minutos, Edinho lançou Carlão na entrada da área, mas o volante dominou mal a bola e deu tempo do goleiro Gabas sair aos seus pés, não sem evitar o choque entre ambos. Aos 44 minutos, após cobrança de escanteio, a bola ficou quicando dentro da área do Atlético, sem que ninguém do Grêmio conseguisse completar para o gol.

No último lance do primeiro tempo, porém, foi a vez do visitante também reclamar de pênalti não marcado. Romarinho caminhava livre já dentro da área e quando ia chutar, foi travado por Marquinho, em jogada duvidosa. O árbitro nada marcou e encerrou a primeira etapa.

No segundo tempo o Atlético Araçatuba voltou melhor, tocando a bola com mais qualidade e quase chegou ao seu gol aos 6 minutos. Romarinho foi à linha de fundo e cruzou, mas o zagueiro Michel cortou, no meio da pequena área. O Grêmio Osasco tinha dificuldades para fazer a bola chegar ao ataque, mas quando isto acontecia, a jogada sempre levava perigo ao goleiro Gabas. Até que, aos 16 minutos, surgiu o gol osasquense: após rebatida da defesa o ala Éder (ex-Votoraty) acertou um petardo da entrada da área, sem chances de defesa para o goleiro, para alegria da torcida presente no Rochdale.

Logo após o gol, as duas equipes efetuaram substituições. O técnico Souza mandou Haider a campo, mais veloz no contra-ataque do que o substituído Edinho. E Wilson Carrasco colocou em jogo, Edgar e Jean, no intuito de tornar seu time mais ofensivo, para buscar o empate.

O Atlético partiu pra cima da equipe local, que levava perigo nos contra-ataques. Aos 21 minutos, Dedé foi puxado pelo zagueiro dentro da área e reclamou pênalti, lance interpretado pelo árbitro como normal. Aos 26 minutos, Haider cruzou para Dedé pegar um bonito sem-pulo, que saiu rente à trave esquerda do goleiro Gabas.

Aos 33 minutos, puxando um contra-ataque, Marquinhos carregou a bola da intermediária do Grêmio Osasco até a entrada da área adversária, quando recebeu falta. Neste momento, orientado pelo quarto árbitro, o juiz expulsou o preparador físico do visitante, por reclamação. Na confusão que se formou, Nando também recebeu o cartão vermelho, deixando o time de Araçatuba com um jogador a menos em campo.

Quando tudo parecia se encaminhar para a vitória osasquense, veio o revés: puxando um contra-ataque, Edgar sofreu falta dentro da área. Pênalti que Naldinho converteu, empatando o jogo a 7 minutos do seu final. O gol foi um castigo para o Grêmio Osasco, que fez uma de suas melhores partidas no campeonato e merecia um destino melhor. Mas assim é o futebol: nem sempre a equipe que se apresenta melhor, sai de campo vitoriosa. E foi isto o que aconteceu nesta ensolarada manhã de domingo, no Rochdale.

A equipe osasquense continuou no ataque, buscando o empate a todo custo. E ele poderia ter acontecido nos últimos minutos do jogo. Aos 43, a bola foi alçada na área. Hugo Vieira tocou de cabeça, o zagueiro falhou e a bola sobrou limpa para Haider bater fraco, em cima do goleiro. E aos 48, já nos acréscimos, numa cobrança de falta, a bola chutada por Edinho bateu no lado de fora das traves do goleiro Hebert.

No próximo domingo, 03, o Grêmio Osasco viajará a Atibaia para enfrentar o time da casa, no Estádio Salvador Russani, às 10:00.

Vejam fotos da partida

Ficha Técnica:

Grêmio Osasco: Igor; Marquinho, Michel, Wesley (Marcinho), Ferraz e Éder (William Lima); Carlão, Paulinho e Edinho (Haider); Dedé e Hugo Vieira. Técnico: Souza.

Atlético Araçatuba: Gabas; Jefinho (Edgar), Edmar, André e Biro (Jean); Thiago, Vinicius, Franz e Romarinho (Negrete); Nando e Naldinho. Técnico: Wilson Carrasco.

Local: Estádio Vereador José Feres, em Taboão da Serra
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho
Assistentes: Jairo Martins de França e Felippe Cirillo Penteado.
Gols: Éder (16’ 2T, 1-0); Nadinho, pên. (38’ 2T, 1-1)
Cartões Amarelos: Wesley (GEO); Edmar e Vinicius (Atlético Araçatuba).
Cartão Vermelho: Nando (Atlético Araçatuba).

 Luís Pires (Diretor de Comunicação - GE Osasco)
© 2008 NAÇÃO OSASQUENSE Livre distribuição desde que a fonte seja citada