Menu

 


GEO encerra Primeira Fase

 


No domingo (20) o Grêmio Esportivo Osasco foi até Taboão da Serra enfrentar o time da casa, em partida válida pela última rodada da Primeira Fase do Campeonato Paulista de Futebol – Série B (Quarta Divisão). Para o GEO o embate valia apenas pra cumprir tabela, já que a primeira colocação do Grupo Cincojá havia sido conquistada na rodada anterior. Para o time da casa, porém, a vitória significaria a passagem para a próxima fase. E foi o que aconteceu. Jéferson anotou os dois gols do Taboão, enquanto Haider descontou para o Grêmio Osasco.

O time do técnico Souza começou no ataque, mas não demorou muito tempo para o time da casa dominar a partida. Aos 6 minutos, o atacante Kanu fez grande jogada pela esquerda, foi à linha de fundo e cruzou na medida para Nando completar para as redes. O gol, no entanto, foi anulado por posição irregular. Seis minutos depois foi a vez de Kanu completar por cima do gol, um cruzamento de Elivelton.

O Taboão pressionava, mas o Grêmio Osasco se defendia bem e, no contra ataque, criava chances de abrir o placar. Aos 18 minutos, Hugo Vieira tocou na esquerda para Éder que cruzou para a área. A bola encontrou João Salge livre de marcação, que bateu de voleio à direita do goleiro Hebert. Aos 25 minutos, Éder tocou para Hugo Vieira, que ajeitou para Marquinhos bater rente à trave direita do gol.

Mas aos 30 minutos, em jogada duvidosa, o estreante goleiro Igor (ex-Taubaté) saiu do gol dividindo com Nando, imprudência que o árbitro interpretou como falta. Pênalti que Jéferson não desperdiçou: 1 a 0 Taboão. O gol não mudou o panorama da partida: os locais pressionavam e o Grêmio se defendia. E assim, fechou-se a primeira etapa do jogo.

Para o segundo tempo, o técnico Souza promoveu duas alterações na equipe: sacou o lateral Éder e colocou em seu lugar o atacante William Lima. E mandou a campo o volante Ferraz, no lugar de Willames. As mudanças surtiram efeito e deixaram à equipe mais ofensiva.

Entre o 8º e o 10º minutos, o Grêmio Osasco criou quatro grandes chances para igualar o placar: na primeira, William Lima bateu colocado de fora da área, depois de receber bom passe de Paulinho. O goleiro Hebert se esticou, mas não alcançou a bola, que se chocou contra o poste esquerdo de sua meta. Em seguida, Marquinhos recebeu passe lateral de Edinho e bateu pra fora, quando havia quatro jogadores osasquenses esperando o cruzamento na área. Na jogada seguinte, quase um repeteco da primeira, William Lima chutou novamente colocado, mas desta vez o goleiro fez grande defesa. Na saída de bola, o time osasquense a recuperou, trocou bons passes e quando Hugo Vieira iria marcar, o zagueiro chegou prensando, tocando para escanteio.

O Grêmio Osasco tinha completo domínio, neste momento da partida. O Taboão, porém, descia em contra ataque levando perigo com seus velozes atacantes. Numa dessas jogadas, aos 17 minutos, Kanu venceu sua marcação, foi à linha de fundo e rolou na medida para Jéferson anotar 2 a 0 no placar.

Partindo para o tudo ou nada, o técnico Souza efetuou sua última alteração, deixando o time ainda mais ofensivo: colocou o atacante Haider no lugar do ala Marquinho. Como resultado, aos 33 minutos, Haider aproveitou a vacilada da defesa e completou com categoria, de cabeça, por cima do goleiro Hebert: gol do Grêmio Osasco!

A equipe osasquense continuou no ataque, buscando o empate a todo custo. E ele poderia ter acontecido nos últimos minutos do jogo. Aos 43, a bola foi alçada na área. Hugo Vieira tocou de cabeça, o zagueiro falhou e a bola sobrou limpa para Haider bater fraco, em cima do goleiro. E aos 48, já nos acréscimos, numa cobrança de falta, a bola chutada por Edinho bateu no lado de fora das traves do goleiro Hebert.

O empate teria sido o placar mais justo, pelo que as duas equipes produziram em campo, com cada uma se revezando no domínio da partida: o Taboão na primeira etapa e o Grêmio Osasco, na segunda etapa. Mas mesmo com a derrota, o Grêmio Osasco terminou a primeira fase na primeira colocação do Grupo Cinco, com 26 pontos (oito vitórias, três empates e três derrotas).

A Segunda Fase começa já no próximo final de semana. Após reunião do seu Departamento Técnico, a Federação Paulista de Futebol confirmará a tabela dos jogos. O SuperGEO fará parte do Grupo 7, ao lado de Atlético Araçatuba, Américo, Paulínia, Atibaia e Saltense.

AGRADECIMENTO

As Torcidas Organizadas NAÇÃO OSASQUENSE e Lobos de Osasco agradecem ao presidente Lindenberg Pessoa e à diretoria do GEO pelo transporte para o jogo em Taboão. Não foi possível providenciar o ônibus, sendo disponível só uma kombi. Entetanto o presidente e o diretor Basílio Marçal compareceram pessoalmente no Estádio do Rochdale, levando torcedores em seus carros particulares. Tal iniciativa mostra o quão próximos estão direção do clube e Torcidas.

Vejam fotos da partida

Ficha Técnica:

Taboão da Serra: Hebert; Alex, Godoy, Roberto e Antonio; Leandro, Elivelton (Moreno), Diogo (Daniel) e Jéferson (Maurício); Kanu e Nando. Técnico: Anderson Nóbrega.

Grêmio Osasco: Igor; Marquinhos (Haider), Luciano, Michel e Éder (William Lima); Flávio, Willames (Ferraz), Paulinho e João Salge; Hugo Vieira e Edinho. Técnico: Souza.

Local: Estádio Vereador José Feres, em Taboão da Serra
Árbitro: Raphael dos Santos Alves
Assistentes: Mário Nogueira da Cruz e Marco Antonio de Andrade Motta Jr.
Gols: Jéferson (30' 1T, 1-0 e 17' 2T, 2-0); Haider (33' 2T, 2-1)
Cartões Amarelos: Jeferson, Roberto, Daniel, Nando e Moreno (Taboão); Edinho, Paulino, William Lima, Flávio e Haider (GEO).

 Ricardo Roqueiro (com informações de Luís Pires)
© 2008 NAÇÃO OSASQUENSE Livre distribuição desde que a fonte seja citada